A força de um bom argumento


Este ano perdi um colega de faculdade para a "epidemia" de câncer que nos assola. Sujeito gente boa. Um gigante de bom coração que nunca fumou ou bebeu álcool. Com um "vício" notório, entretanto, em refrigerantes. E ainda que a predisposição genética tenha falado mais alto, certamente outros fatores foram cruciais.


AVISO: A reprodução das publicações deste blog são vedadas à uso COMERCIAL ou de MERCHANDISIG.  Caso deseje para este fins ou para publicação em seu veículo por favor entre em contato através do email estudiohectorsalas@gmail.com